segunda-feira, 13 de agosto de 2012

Fá (3)

De partida, hoje, como já muitas vezes. De partida, para voltar, claro, volto sempre, nunca me abandono a uma ideia de permanecer fora, distante, sem nada a que me agarrar.
Hoje, hoje é diferente, porque parto para longe de ti, Fá, minha nota musical de sustenidos, minha nota musical da perfeição. É para longe de ti que parto, sim, mas é bom partir, porque na partida recordamos quem nos espera ao regresso, e quem me espera és tu.
Parto, sim. Mas volto, volto logo. Porque me conseguiste prender em ti mais do que esperei, porque sei que me esperas.
Volto logo, fica descansado. Espero que durmas bem esta noite.

3 comentários:

  1. volta rápido, catarina e, oh! que bom ter-te aqui de novo.

    ResponderEliminar
  2. que bom que é voltar a ter-te por cá, catarina!:)

    ResponderEliminar